ÚLTIMAS NOVIDADES


Um Feliz Natal (Merry Christmas) e um Feliz Ano Novo (Happy New Year)!

Um Feliz Natal (Merry Christmas) e um Feliz Ano Novo (Happy New Year)!
São os votos da equipa deste site!

'Laboratório Antártida' na 'Grande Reportagem SIC', hoje quinta-feira, no 'Jornal da Noite'

quinta-feira, 9 de julho de 2015



A Antártida é um dos locais do mundo onde as alterações climáticas se estão a fazer sentir de forma mais rápida e intensa. Mas o que se passa no extremo sul poderá ter implicações globais. Os efeitos do aumento da temperatura, do recuo dos glaciares ou da acidificação dos oceanos são algumas questões que estão a ser estudadas na Antártida, um continente dedicado à investigação científica e à cooperação internacional, e onde os portugueses também têm ido fazer Ciência.


Território gelado e selvagem, habitat de pinguins, focas e outros animais habituados a temperaturas negativas, a Antártida é também um enorme laboratório científico internacional, regido por um Tratado que prevê que a região seja usada exclusivamente para fins pacíficos. 


Investigadora da Universidade de Coimbra, Patrícia Azinhaga diz que está a "cumprir um sonho de vida". Pela primeira vez na Antártida, a geóloga sente um misto de emoções: "uma experiência fabulosa, mas também um teste aos nossos limites". No terreno faz equipa com Pedro Ferreira, do Laboratório Nacional de Energia e Geologia. Em conjunto pretendem fazer cartografia de uma área na ilha do Rei Jorge, a norte da Península Antártica. Um dos objetivos está ligado ao estudo dos impactos do aumento da temperatura no Permafrost, o solo permanentemente gelado. 

A equipa portuguesa está alojada na base chilena "Professor Julio Escudero", onde outras equipas de cientistas de diferentes países desenvolvem pesquisas. As alterações climáticas são denominador comum a muitas delas. "Estamos perdendo muita quantidade de gelo", alerta Emanuele Kuhn. A investigadora da Universidade de São Paulo estuda os micróbios que vivem debaixo do gelo e o que acontece quando essas comunidades microbianas são expostas ao ar, com o recuo dos glaciares. 


O degelo também é ponto de partida da investigação de Claudia Aracena, da Universidade Austral do Chile. A bióloga marinha procura saber como reagem a água menos salgada, devido ao derretimento dos glaciares, as plantas minúsculas que estão na base da cadeia alimentar no oceano. No limite, qualquer problema que afete as microalgas marinhas pode vir a refletir-se na quantidade de peixe disponível para o resto da cadeia alimentar, incluindo para o Homem. Na ilha existem bases científicas de nove países e durante o verão austral a azáfama é grande, naquele que é um dos locais mais movimentados e humanizados da Antártida. 


Para dia 9 de julho, no 'Jornal da Noite', e em versão interativa, com conteúdos  exclusivos, nos sites da SIC, do Expresso, da Visão e da Activa. 

'LABORATÓRIO ANTÁRTIDA', é o próximo tema da 'Grande Reportagem SIC', para ver hoje dia 9 de julho quinta-feira, no 'Jornal da Noite' na SIC.

Esta 'Grande Reportagem SIC', é realizada pela seguinte equipa de reportagem:

Jornalista: Carla Castelo 
Repórter de Imagem: Filipe Ferreira 
Edição de Imagem: Ricardo Piano 

Grafismo: Paulo Alves 
Colorista: José Dias 
Pós-produção áudio: Octaviano Rodrigues 
Legendagem: SPELL 
Produção Editorial: Diana Matias 
Coordenação: Cândida Pinto Direção: Rodrigo Guedes de Carvalho; Alcides Vieira.

Veja a Promo da reportagem, em seguida:







0 Comentários:

Enviar um comentário

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Deixe um comentário na caixa do facebook!

 
SIC GOLD ONLINE – SIC Sempre GOLD © 2017 | Designed by Bubbe Shooter, in collaboration with Reseller Hosing , Contactos | Ficha Técnica | Contactos